terça-feira, 21 de novembro de 2017

Critérios de avaliação para o trabalho "Uma biografia" (2ºBach)


Caros alunos, como foi combinado na sala de aula, aqui têm os critérios de avaliação para o trabalho de pesquisa sobre uma biografia à vossa escola. Ei-los aqui:

1º O título do trabalho tem de ser o nome da figura escolhida por vocês, por exemplo, "Albert Einstein". O tamanho de letra têm de ser maior do que o do texto, deve de estar centrado e tem de ser a negrito.

2º O texto tem de estar escrito com o tipo de letra "times new roman" ou "aerial", tamanho 14, e com as margens justificadas. O texto deverá ter um mínimo de 30 linhas e nunca deverá ultrapassar as 50 linhas. Por cada erro grave descontar-se-ão 2'5 pontos e por cada erro simples será descontado 0'2 pontos

3º O trabalho de pesquisa tem de apresentar uma fotografia com a qualidade adequada para se identificar a personalidade biografada. Deves ajustar a imagem ao formato do trabalho para que não ultrapasse uma página A4 ou, em casos excepcionais, duas folhas A4. Mais de duas folhas A4 não serão contabilizadas.

4º O trabalho é de pesquisa e terá como base recursos da internet e de uma investigação prévia. Pesquisar não é plagiar. Adapta o texto às tuas necessidades e apresenta o trabalho com rigor e limpeza. A apresentação conta.

5º No final, o teu trabalho deve estar devidamente identificado com nome completo e turma. Repara no exemplo: "Luis Miguel Leal Pinto, da turma de 2ºBachillerato C". 

Agora presta atenção às cotações para cada parte:
1ª parte - 10p;
2ª parte - 60p;
3ª parte - 10p;
4ª parte - 10p;
5ª parte - 10p.

Se tens dúvidas, fala com o teu professor e volta a ler com atenção os critérios aqui apresentados. É tudo uma questão de organização. Votos de bom trabalho!

segunda-feira, 20 de novembro de 2017

"Nini dos meus 15 anos" - Paulo de Carvalho

Ainda te lembras da primeira vez que te apaixonaste? É provável que esse momento seja recordado com a mesma ternura com que o artista português, Paulo de Carvalho, canta este poema de Fernando Assis Pacheco chamado "Nini dos meus 15 anos".
Agora vamos ouvir este hino ao primeiro amor com toda a atenção que, um momento como este, merece nas nossas vidas! O pretérito imperfeito do indicativo é importante, mas, ao lado do amor, é uma personagem secundária!  

domingo, 12 de novembro de 2017

PROJETO "CARTAS ALÉM-MAR"



Este projeto é uma iniciativa da professora Carolina Yokota, professora de português no Colégio Alemão Humboldt de São Paulo, Brasil a quem muito agradecemos o interesse em partilhar este projeto com a nossa escola. O objetivo é promover a interculturalidade, a reflexão de questões mundialmente relevantes entre os alunos dos dois estabelecimentos de ensino através da redação de cartas. Além disso, os alunos contactam com as principais diferenças entre as duas variantes de Português: o europeu e o brasileiro. As turmas “de 4º da ESO  C “e  “1º de Bachillerato” receberam  as cartas do 12º ano do Colégio Humboldt e já procederam às suas respostas. Aguardamos notícias.

A todos os alunos participantes, o nosso agradecimento pelo empenho e motivação com que realizaram este projeto. 

 Turma 4º ESO C


Turma 1º Bachillerato
 

terça-feira, 7 de novembro de 2017

O que é para o "1°Bachillerato" a felicidade...

Eis o resultado a uma pergunta aparentemente simples mas que nos fez a todos pensar bastante! Esta a a maneira que encontrámos para comunicá-lo a toda a gente e deixá-lo aqui no blog para memória futura. Aqui têm o nosso quadro da felicidade!

terça-feira, 24 de outubro de 2017

O que é a "Felicidade" segundo o Seu Jorge?

Andamos para aqui a rever os pronomes e advérbios interrogativos porque é útil para a nossa aprendizagem, mas, já que estamos a fazer perguntas, porque não nos perguntamos o que é que é a felicidade para nós?
Para tal, vamos ver e ouvir este videoclip, intitulado "Felicidade", do Seu Jorge, que já conhecemos de aulas anteriores (lembram-se do "Trabalhador Brasileiro"?), e, de certeza, que será um momento agradável que nos vai ajudar a responder a essa questão!


segunda-feira, 23 de outubro de 2017

O Poder do nosso Abraço

É grátis e não precisas de nada mais do que os teus braços! E tu, hoje já deste um abraço? Se não, de que é que estás à espera? Vê só os benefícios que a ciência atribui a este gesto tão simples, mas, ao mesmo tempo, tão completo.